oLhA a HoRa!!!

Quem sou eu

Minha foto
¯`*·.¸¸♥ღ°Quem é essa que me olha de tão longe, com olhos que foram meus?(Retrato antigo - Helena Kolody) ¯`*·.¸¸♥ღ° Quem é essa que me vê do lado de lá quando eu dela preciso cá? Quem é essa que está em mim e eu nela em hora sem fim? Quem é essa, quem sou eu?De tanta pressa o vento a levou...Fiquei eu Olho no olho O meu no seu Num retrato antigo Num estar comigo Num olhar só meu. (Janice Persuhn)¯`*·.¸¸♥ღ° De retralho em retalho tiram pedaços de mim de espaço a espaço costuram os vazios de mim de palavra a palavra descobrem eu sou mesmo assim. (Autópsia) ¯`*·.¸¸♥

PrOfeSsOrA WiLma NuNeS RaNgEl

PrOfeSsOrA WiLma NuNeS RaNgEl

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Sobre a velhice

Padre Fábio...Sobre a velhice...

Quem tiver a oportunidade de assistir ao DVD do Padre Fábio de Melo  "No meu interior tem DEUS", não deixem de ver e principalmente de ouvir com o "coração".
Vale muito a pena!!!


Aqui vai um trechinho...


“...A velhice nos trás direitos maravilhosos.
Enquanto a juventude é cheia de obrigações.
A velhice é o tempo em que vivemos a doce inutilidade.
Porque  mais cedo ou mais tarde iremos experimentar esse território desconcertante da inutilidade.
Esse é o movimento natural da vida.
Perder a juventude é você perder a sua utilidade, é uma conseqüência natural da idade que chega.
A velhice é o tempo em que passasse a utilidade e aí ficasse somente o significado da pessoa.
É o momento que a gente se purifica.
É o momento que a gente vai tendo a oportunidade de saber quem nos ama de verdade.
Porque só nos ama pra ficar até o fim aquele que,
depois da nossa utilidade, descobriu o nosso significado.
 É por isso que sempre rezo para envelhecer ao lado de quem me ama.
Para poder ter a tranqüilidade de não ser útil, mas ao mesmo tempo não perder o valor.
Se você quiser saber se alguém te ama de verdade, é só identificar se ele seria capaz de tolerar a sua inutilidade.
Quer saber se você ama alguém?
 Pergunte a si mesmo, quem nesta vida que pode ficar inútil pra você sem que você sinta o desejo de jogá-lo fora.
E é assim que nós descobrimos o significado do amor...
Só o amor nos dá condições de cuidar do outro até o fim!
Feliz daquele que tem ao fim da vida, 
a graça de ser olhado nos olhos, e ouvir a fala que diz:
- Voce não serve pra nada, mas eu não sei viver sem você!”

Do blog O SOL do amanhã

Nenhum comentário:

Postar um comentário

cLiCou? CoMeNtA aÍ Vai!!

Coletânea de Textos para prova parcial - Colégio Almirante Tamandaré

CONTEÚDO: O discurso social - Contexto, texto “O ócio é necessário, pois o tédio é criativo.”        O filósofo Mário Sér...