oLhA a HoRa!!!

Quem sou eu

Minha foto
¯`*·.¸¸♥ღ°Quem é essa que me olha de tão longe, com olhos que foram meus?(Retrato antigo - Helena Kolody) ¯`*·.¸¸♥ღ° Quem é essa que me vê do lado de lá quando eu dela preciso cá? Quem é essa que está em mim e eu nela em hora sem fim? Quem é essa, quem sou eu?De tanta pressa o vento a levou...Fiquei eu Olho no olho O meu no seu Num retrato antigo Num estar comigo Num olhar só meu. (Janice Persuhn)¯`*·.¸¸♥ღ° De retralho em retalho tiram pedaços de mim de espaço a espaço costuram os vazios de mim de palavra a palavra descobrem eu sou mesmo assim. (Autópsia) ¯`*·.¸¸♥

PrOfeSsOrA WiLma NuNeS RaNgEl

PrOfeSsOrA WiLma NuNeS RaNgEl

segunda-feira, 16 de março de 2015

Luto por União da Vitória Paraná

E Porto União em Santa Catarina

Projeto de Redação com objetivo de criar, usando os valores humanos e sociais da UNIÃO e da VITÓRIA

        Navegue na sua humanidade e chegue ao Porto da União, expresse seu Luto com as famílias das Vítimas do acidente que envolveu moradores de União da Vitória, Pr e Porto União Sc.

 Escolha um nome e escreva Carta Pessoal, participe do Projeto de escrita social de Carta Pessoal

  Letra para leitura individual

Oração do Horizonte

Detonautas

Nós vivemos a verdade
Que reluz no coração,
Somos força e coragem
Enfrentando a escuridão.
E onde o amor for infinito
Que eu encontre o meu lugar.
E que o silêncio da saudade,
Não me impeça de cantar.
Talvez você me encontre por aí,
Quem sabe a gente possa descobrir no amor
Sonhos iguais, noites de luz
Que os dias de paz estão em nós.
Que o desprezo que nos cerca
Fortaleça essa canção,
E que o nosso egoísmo
Se transforme em união.
E onde o amor for infinito,
Que eu encontre o meu lugar.
E que o estorvo da maldade,
Não me impeça de voar.
Talvez você me encontre por aí
Quem sabe a gente possa descobrir no amor
Sonhos iguais, noites de luz
Que os dias de paz estão em nós.
A bondade é fortaleza,
O amor tudo é capaz,
E que a cegueira da certeza
Não sufoque os ideais do amor...
[Parte falada]
E que em cada coração, árido ou concreto
Pulse uma semente de primavera
Como a luz que da janela emana raios de coragem
Coragem é agir com o coração
Coragem é agir com o coração
E que pra cada ato de coragem nasça uma flor
Uni-vos em torno da luz
Há um horizonte inteiro de amor dentro de cada um de nós
Para encontrá-lo basta acreditar que sim
Da luz eu sou, na luz eu me movo
Da luz eu sou, na luz eu me movo
O amor é a única revolução verdadeira!
Fonte Letras.mus.br


Atividade I

Oralidade;

Contação de causo, A Caixa de Pandora (adaptação criativa da Professora Wilma Nunes Rangel)

Adereço de apoio: Caixa de "Pandora"

Você sabe o que foi a Caixa de Pandora?

Curiosidades históricas
Caixa para colocar as Cartas para a cidade de União da Vitória Pr


Caixa de Pandora
Caixa de pandora é um mito grego que narra a chegada da primeira mulher à Terra e com ela a origem de todas as tragédias humanas. Na mitologia grega, Pandora foi a primeira mulher criada por Hefesto sob as ordens de Zeus.



Essa história foi contada pelo poeta grego Hesíodo, que viveu no século VIII a.C. De acordo com a obra, o titã Prometeu presenteou os homens com o fogo para que dominassem a natureza. Zeus, o chefe dos deuses do Olimpo, que havia proibido a entrega desse dom à humanidade, arquitetou sua vingança criando Pandora, a primeira mulher. Antes de enviá-la à Terra, entregou-lhe uma caixa, recomendando que ela jamais fosse aberta pois dentro dela os deuses haviam colocado um arsenal de desgraças para o homem, como a discórdia, a guerra e todas as doenças do corpo e da mente mais um único dom: a esperança.
Vencida pela curiosidade, Pandora acabou abrindo a caixa liberando todos os males no mundo, mas a fechou antes que a esperança pudesse sair. Essa metáfora foi a maneira encontrada pelos gregos para representar, num enredo de fácil compreensão, conceitos relacionados à natureza feminina, como a beleza, a sensualidade e o poder de dissimulação e de destruição.


Uma das várias versões deste mito indica que Pandora, uma mulher de extrema beleza, foi enviada por Zeus para se casar com Epimeteu, que era irmão de Prometeu. O presente de casamento era uma caixa que continha todos os males, que ficou conhecida como caixa de Pandora, uma vez que esta não conseguiu conter a sua curiosidade e abriu a caixa, libertando todos os males e desgraças sobre a humanidade. Desta forma, os deuses se vingaram de Prometeu por ter roubado o fogo dos deuses.



Uma outra versão é de que Pandora foi mandada por Júpiter, com boa intenção, a fim de agradar ao homem. O rei dos deuses entregou-lhe, como presente de casamento, uma caixa, em que cada deus colocara um bem. Pandora abriu a caixa, e todos os bens escaparam, exceto a esperança.


AS INTERPRETAÇÕES. 
Filosoficamente existem duas formas de interpretar o mito da caixa de Pandora. 

A. Após todos os males terem sido liberados sobre a terra, teria a restado somente a esperança, que neste contexto pode ser colocada como o maior de todos os males, pois mesmo sofrendo o homem ainda teria esperança de dias melhores, o que só iria contribuir com o aumento de sua dor.

B. Que se a esperança tivesse saído da caixa, não restaria mais nada a humanidade a não ser o seu calvário até o fim. Mas a controversa seria o que a esperança, sendo interpretada como algo bom, estaria fazendo lacrada juntamente com todos os males?
Dai, surgem frases populares do tipo a esperança é a ultima que morre. 
De qualquer forma, todas as duas são válidas, depende de cada um, de cada cultura. e principalmente do que você quer acreditar. 
BIBLIOGRAFIA: 

MOTIVAÇÃO II


O significado do tsuru

Sadako Sasaki tinha apenas 2 anos quando a bomba atômica foi lançada sobre Hiroshima, no Japão, em agosto de 1945. Ela não se feriu e levou uma vida normal, inclusive praticando atletismo.
Em 1955, com 12 anos, após participar de uma prova de corrida, sentiu cansaço e tonturas. O mal estar não passou nos dias seguintes. Levada ao hospital, foi diagnosticada com a “doença da bomba atômica”, a leucemia.
Sua melhor amiga, Chizuko, foi visitá-la levando papéis de origami e contou para Sadako a lenda dos mil tsurus. Chizuko explicou que o tsuru era uma ave sagrada, que vivia mil anos e que, se uma pessoa dobrasse mil aves de papel, teria um desejo concedido.
Sadako cultivou a esperança de que os deuses lhe concederiam a cura e então passou a fazer os origamis com ajuda de sua família e amigos que iam visitá-la no hospital. Ela morreu em 25 de outubro de 1955, antes de completar os mil tsuru.
O mais importante é que Sadako nunca desistiu e continuou a dobrar enquanto pôde os papeizinhos em formato de tsuru.
Inspirados na sua coragem e força, seus amigos montaram e publicaram um livro com as cartas escritas por ela. Dessa maneira, eles começaram o sonho de construir um monumento para Sadako e para todas as crianças que morreram em consequência da bomba atômica.
Solidários com a causa, muitos jovens japoneses passaram a arrecadar dinheiro para o projeto.
Em 1958, a estátua de Sadako segurando um tsuru dourado foi construída no Parque da Paz em Hiroshima. Crianças envolvidas na campanha fizeram um desejo que ficou escrito para sempre na estátua: "Esse é o nosso grito. Essa é a nossa reza. Paz no mundo!"




A nossa marca

O origami do tsuru simboliza o desejo de saúde, felicidade e boa sorte. Ele foi escolhido como o logotipo da Minuto Seguros por seu significado, por sua mensagem de esperança e paz e por reforçar a nossa crença de que “as pessoas do bem são a maioria”.
A técnica oriental milenar de dobradura do papel, que não usa cola ou qualquer outro artifício, apenas habilidade, delicadeza e dedicação, remete aos valores que cultivamos na Minuto Seguros:
Tsuru - Minuto Seguros Conhecimento para ajudarmos você na escolha do melhor seguro. Comprometimento para que você se sinta totalmente tranquilo e tenha conosco uma relação de total confiança. E paixão em cada ação, pois com ela transmitimos o carinho, o cuidado e o prazer que temos em atendê-lo.
O tsuru simboliza a nossa preocupação em fazer bem feito, porque exprime a capacidade humana de personalizar uma simples dobradura de papel, conferindo-lhe beleza e significado. Conte com a gente!


Em boletim das 6h deste domingo, Secretaria confirma 49 mortos no IML.
Ocorrência já é considerada a maior tragédia de trânsito em SC. 

Os 49 corpos do acidente de ônibus na Serra Dona Francisca, no Norte de Santa Catarina, que estão no Instituto Médico Legal (IML) de Joinville serão encaminhados para União da Vitória, no Paraná, logo pela manhã deste domingo (15), informou a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR) de Joinville.
Entre as vítimas há 8 crianças, 3 adolescentes e 38 adultos. É a maior tragédia rodoviária do estado. O grupo de passageiros saiu de cidade no Paraná e ia a um evento religioso.
O veículo caiu em uma ribanceira de aproximadamente 100 metros em Joinville no km 89 da SC-418 no fim da tarde de sábado (14).
Segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Joinville, o grupo saiu de União da Vitória e atravessava Santa Catarina para ir até um evento religioso em Guaratuba, também no Paraná.
No início da manhã deste domingo, foram retomadas as buscas por mais vítimas do acidente. Conforme a Secretaria, existe a possibilidade de que haja corpos embaixo do ônibus e na mata.
Às 13h, os peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP) farão levantamento do local do acidente. Depois de liberado o local, o ônibus poderá ser retirado e encaminhado ao pátio da Polícia Rodoviária Estadual, em Campo Alegre, onde ficará retido para perícia.
Acidente de ônibus em Santa Catarina deixa ao menos 20 mortos/GNews (Foto: Reprodução GloboNews)Acidente é considerado a maior tragédia rodoviária registrada em SC (Foto: Reprodução GloboNews)

Esta já é considerada a maior tragédia rodoviária registrada em Santa Catarina em número de mortes, superando o acidente com um ônibus argentino, em 2000, que matou 42 pessoas.
Até 7h50 deste domingo, havia 54 nomes de passageiros identificados e cinco pessoas com nomenclatura ainda não identificada. Oficialmente, são 49 mortos.
Lista de óbitos confirmados pelo IML
Anderson Celis Junior
André Luiz Carvalho
Assinara A de Oliveira
Camile Araújo Sieves
Carlos Alberto de Almeida
Cérgio Antonio da Costa (motorista)
Conrado Schier Filho
Darci Crespo Linhares
Deornirce Margarete Fontana Lima
Hildo L. de Souza
Janaina Darcley Ribeiro de Lima
Lariana Regina Vieira
Luiz Cesar Araújo
Maria Anisia Kutianski Agostini
Marise Antunes da Conceição Schier
Marli Terezinha Ribeiro
Mateus Costa
Melissa Jane Da Silva
Renan R. Chrisostemo
Roseli Chrisostemo
Sandra Jiliane Costa
Sônia Regina Vieira
Terezinha D. Carvalho
Thiago Roberto Barbosa
Wesley Araujo Sieves
Lista de passageiros confirmados que aguardam identificação
Alan P Schneider
Dalton Ribeiro
Dionilei M. Lima
Eloisa dos Santos de Almeida
Flávio Ribeiro
Glória Podstaya
Gustavo Felipe Serafim Aquino
Idelzina A. P. Aguiar
João Antônio M. Soares
Juliane Siqueira
Ketelin V. de Souza Ramos
Lenice Aparecida Miranda
Lucélia Soares
Maria D. Souza
Mariza Pinto
Osvaldir Silves
Rejane de Fátima Araújo
Renan Araújo
Ricardo Araújo
Selma Carolina Schneider
Tereza Fernandes Sins
Leonilda Alves dos Santos
Movidos para hospitais
Danrlei Crespo Linhares (São José)
Elton Jhon de Almeida (São José)
Lucas K. Vieira (São José)
Rosangela Crespo Linhares (São José)
Alexo de Lima Zenere (Dona Helena)
Alana Pires (Dona Helena)
Elis Cristina Mazur (Dona Helena)

Fonte: http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2015/03/corpos-de-vitimas-de-acidente-de-onibus-serao-transladados-para-pr.html 18/03/15 11:h09



A linguagem varia de acordo com o nível de
 intimidade entre remetente e destinatário

       Falar sobre o uso da CARTA PESSOAL em tempo de Whatsapp, parece um tanto antigo, bem "naftalina", já que os recursos tecnológicos proporcionaram mudanças significativas no modo de ser e agir de grande parte das pessoas em especial dos que gostam de se comunicar.
       No século XX, A carta e o telegrama eram os únicos meios de comunicação escrita. Atualmente, a tecnologia permite que as pessoas, mesmo residindo em lugares distintos, interajam pelos inúmeros sites de relacionamento, dialogando em tempo real, como se estivessem frente a frente.

        Entretanto, torna-se essencial mencionarmos que a “era digital”, por motivos socioeconômicos, não atingiu toda a população. Há, portanto, quem ainda faça uso da carta para se corresponder com amigos e familiares que se encontram fora do convívio diário. Sem contar que, a carta, por se classificar dentre os inúmeros gêneros com os quais compartilhamos no nosso dia a dia, está entre os conteúdos relacionados aos diversos processos avaliativos, ora representados pelos exames de vestibulares e concursos públicos.

       Os admiradores desse gênero de Texto, justifica sua produção, devido a sua raridade, surpreendendo o destinatário, haja vista, o ritual de sua produção, que parte, desde a escolha da caneta, do papél, o envelope, o encaminhamento pelo correio...sem falar é claro na expectativa do rementente com o tempo da chegada de sua mensagem... Na história da humanidade, várias são os modelos desse gênero que entraram para a história da Humanidade.

CARACTERÍSTICAS DA CARTA PESSOAL

• O assunto é livre, geralmente de ordem íntima, sentimental.
• O tamanho varia entre médio e grande. Quando é pequeno, é considerado bilhete e não carta.
• O tipo de linguagem acompanhará o grau de intimidade entre remetente e destinatário. Portanto, cabe ao escritor saber se pode usar termos coloquiais ou mesmo gírias.
• Quanto à estrutura, a carta pessoal deve seguir a sequência: 1. local e data escritos à esquerda, 2. vocativo, 3. corpo do texto e 4. despedida e assinatura.
Como o grau de intimidade é variável, o vocativo, por consequência, também: Minha querida, Amado meu, Querido Amigo Fulano, Fulaninho, Caro Senhor, Estimado cliente, etc. A pontuação após o vocativo pode ser vírgula ou dois-pontos.
Assim também é em relação à despedida, a qual pode variar entre Atenciosamente, Cordialmente, etc. até Adeus, Saudades, Até em breve, etc.
Quanto à assinatura, pode ser desde só o primeiro nome até o apelido, dependendo da situação. Há ainda, se preferir a opção de colocar o horário, para a visualição emotiva do escritor para o destinatário, (geralmente eu como escritora, gosto de colocar)
Caso se esqueça de dizer algo importante e já tenha finalizado a carta é só acrescentar a abreviação latina P.S (post scriptum) ou Obs. (observação).
A carta pessoal geralmente é entregue em mãos ou enviada pelo correio, pois é manuscrita!
Curiosidade sobre P.S: essa sigla é originada do verbo latino “post scribere” que significa “escrever depois”!
  Posto abaixo modelo simples dos elementos que envolvem a característica exigida pela CARTA PESSOAL!

Goiânia, 31 de julho de 2009

Querido amigo...............
(o nome da pessoa para a qual é destinada a carta)

Gostaria de dizer-lhe que estou com muitas saudades, e não vejo a hora de estarmos juntos outra vez!

Por aqui estamos todos bem, somente a saudade que nos incomoda. Mas estamos nos preparando para a grande viagem até sua casa.

Já fiz vários planos para aproveitarmos muito estas férias.

Um forte abraço...
.........................
(assinatura da pessoa que enviou a carta)
 AS CARTAS E O AMOR

  Acrescento ainda, a emocionante e saudosa carta de Yoko Ono para John Lennon que foi eleita como uma das mais belas entre cinco, na história da humanidade, pela Revista Super Interessante no dia dos Namorados de 2012.
De Yoko Ono para John Lennon

       Às vésperas do 27º aniversário de morte de Lennon, Yoko Ono escreveu em seu blog uma declaração de amor para o músico. Ora dirigindo-se a John, ora ao leitor, Ono pediu Paz, como fizera anos antes ao lado do cantor, lutando pelos direitos das mulheres, dos trabalhadores e pelo fim da Guerra do Vietnã. Falou das saudades, do vazio ao olhar para a cama vazia, do filho órfão. Falou da dor de amar quem não está ao nosso lado.
“Sinto saudades, John. 27 anos se passaram e ainda desejo poder voltar no tempo até aquele verão de 1980. Lembro-me de tudo – dividindo nosso café da manhã, caminhando juntos no parque em um dia bonito, e ver sua mão pegando a minha – que me garantia que não deveria me preocupar com nada, porque nossa vida era boa. Não tinha ideia de que a vida estava a ponto de me ensinar a lição mais dura de todas. Aprendi a intensa dor de perder um ser amado de repente, sem aviso prévio, e sem ter o tempo para um último abraço e a oportunidade de dizer “Te amo” uma última vez. A dor e o choque de perder você tão de repente está comigo a cada momento de cada dia. Quando toquei o lado de John na nossa cama na noite de 08 de dezembro de 1980, percebi que ainda estava quente. Esse momento ficou comigo nos últimos 27 anos – e vai ficar comigo para sempre. Ainda mais difícil foi ver o que foi tirado de nosso lindo filho Sean. Ele vive com uma raiva silenciosa por não ter seu pai, a quem ele tanto amava e com quem compartilhou sua vida. Eu sei que não estamos sozinhos. Nossa dor é compartilhada com muitas outras famílias que sofrem por serem vítimas de violência sem sentido. Esta dor tem de parar. Não percamos as vidas daqueles que perdemos. Juntos, façamos o mundo um lugar de amor e alegria e não um lugar de medo e raiva. Este dia em que se comemora a morte de John, tornou-se cada vez mais importante para muitas pessoas ao redor do mundo como um dia para lembrar a sua mensagem de Paz e Amor e fazer o que cada um de nós podemos fazer para curar este planeta que nos acolhe. Pensem em Paz. Atuem em paz. Compartilhem a Paz. John trabalhou para ele toda a sua vida. Ele costumava dizer: “Sem problemas, somente soluções”. Lembre-se, estamos todos juntos. Podemos fazê-lo, devemos. Eu te amo! Yoko Ono Lennon.”

 E aí, a carta mexeu com seu coração?
PtD: Profª Wilma Nunes Rangel
Graduada em Letras e Literatura Brasileira
Pós Graduada em Pesquisa Literária, 
Administração, Orientação e Supervisão Escolar
Educação Especial

SAIBA MAIS SOBRE A CIDADE DE UNIÃO DA VITÓRIA

Excelente histórico em forma de Reportagem, do jornalista e âncora da RPC Tv, Luiz Fernando Parracho, sobre as tragégias que envolveram as cidades de União da Vitória e Porto União. Servirá como pressuposto teórico para sua produção textual da Carta. 

*** Clique no link e ASSISTA A REPORTAGEM

http://globotv.globo.com/rpc/parana-tv-1a-edicao-curitiba/v/relembre-as-tragedias-que-ja-atingiram-uniao-da-vitoria/4038734/

Faça anotações, busque outras fontes para acrescentar no seu Desenvolvimento e conclusão.

 Escolha papel de carta em Sebos ou Livrarias e passe sua carta para posteriormente enviarmos!!

 

Ótima produção!

PtD Profª Wilm@ 

EsToU: Querendo ler sua carta

CONCLUSÃO DO PROJETO E DIVULGAÇÃO NA IMPRENSA


ATENÇÃO: Se os links não abrirem, copie-os mo G1.com
http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-1edicao/videos/t/foz-do-iguacu/v/estudantes-escrevem-cartas-de-apoio-a-familias-de-uniao-da-vitoria/4068973/

O link começa com a reportagem sobre desaparecidos, no meio da vinheta, está a reportagem sobre a entrega da Caixa de Cartas do Projeto

http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-1edicao/videos/t/foz-do-iguacu/v/estudantes-escrevem-cartas-de-apoio-a-familias-de-uniao-da-vitoria/4068973/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

cLiCou? CoMeNtA aÍ Vai!!

Coletânea de Textos para prova parcial - Colégio Almirante Tamandaré

CONTEÚDO: O discurso social - Contexto, texto “O ócio é necessário, pois o tédio é criativo.”        O filósofo Mário Sér...